Entenda o que é um cinerário. Informação nunca é demais!

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Vamos ver hoje o que é um cinerário. Há tendência de que os sepultamentos tradicionais da forma como conhecemos passem a ocorrer cada vez menos. São mais prejudiciais ao meio ambiente e os espaços em cemitérios vêm diminuindo e ficando onerosos. Neste contexto, a cremação é uma opção melhor. E é aí que entram os cinerários.

O cinerário é um local que tem um fim específico: guardar as cinzas resultantes do processo de cremação. Eles apresentam, geralmente, uma estética própria e bem distinta dos chamados lóculos ou dos túmulos. 

Tranquilidade, homenagens e serenidade

A aparência dos cinerários pode variar conforme o cemitério, ou o local onde estão instalados. Mas, normalmente, são pequenas vitrines dispostas num espaço tranquilo. O intuito é acolher homenagens e visitas em datas especiais, como Finados, dia das mães, dos pais, etc…  

Os visitantes podem ter momentos tranquilos e de serenidade. Além das cinzas em pequenas urnas, os familiares podem reunir ali, fotos ou alguma lembrança de quem está sepultado. 

O local é identificado, também, por pequenas placas com o nome do falecido e datas de nascimento e morte. Há quem deposite flores artificiais, objetos religiosos, etc. Tudo depende da família. É ela que escolhe o que será colocado conforme suas crenças, fé, religião, tradições e valores.

Quanto custa para ter um cinerário? 

Muitos pensam que é extremamente caro ter um cinerário. Porém, não custa mais do que ter um jazigo em cemitério. 

O valor total varia bastante de região para região do País. São diversas opções de modalidades de contratação, localização, etc. Há espaços que cobram uma anuidade e outros não. Às vezes, há isenção de cobrança de taxas de manutenção. 

Por conta de tantos fatores variáveis, é difícil divulgar uma estimativa. O ideal é pesquisar na região onde você mora, no cemitério ou crematório mais próximo ou onde estão sepultados os membros da mesma família que já partiram. 

Converse sobre preços e condições do contrato para não ser pego, depois, de surpresa por gastos extras inesperados. Este planejamento financeiro é importante para o conforto, bem-estar e proteção da sua família

O momento de falecimento de algum ente querido já é cercado por sentimentos profundos de tristeza. Imagine ter de cuidar também de toda parte burocrática que envolve velório e sepultamento. 

O que é um cinerário? Detalhes e curiosidades 

  • Há famílias que optam por dispersar as cinzas do ente que morreu em algum local que era significativo para ele em vida. O mar, as montanhas, um jardim florido, as águas de um rio são alguns exemplos de lugares.
  • Tem gente que usa as cinzas em pingentes de pulseiras e em colares. Mesmo assim, guardam parte das cinzas para ser guardada no cinerário por poderem visitar sempre. 
  • Não é obrigatório que ao optar pela cremação, as pessoas tenham um cinerário. Este local tem sido a escolha de pessoas que, por algum motivo, religioso ou não, não veem a alternativa de dispersar as cinzas com bons olhos. Preferem o cinerário para guardar a memória de quem partiu.
  • Ao contratar um cinerário, você pode usar o mesmo para várias urnas com cinzas. Há um limite máximo dependendo do tamanho. Este aspecto também deve ser questionado na hora da assinatura do contrato.
  • As urnas que acomodam as cinzas para depois serem colocadas em cinerários podem ser de diversos tamanhos e materiais. Existem algumas que são fabricadas a partir de materiais como bronze, alumínio, cobre ou madeira maciça. Estas são bem duráveis. 

Agora que você já sabe o que é um cinerário, conheça mais sobre o crematório próprio do Grupo São Judas Tadeu!

Você e sua familia vivendo com tranquilidade

Já conhece o Plano São Judas Tadeu?
Deixe seus dados que entraremos em contato com você, para tirar suas dúvidas.