Precisamos conversar!

“Precisamos conversar”, uma frase que gera arrepios, inseguranças e precede conversas importantes e muitas vezes difíceis. Nesse caso, nossa conversa importante é sobre a hora do adeus.

Você já pensou como deseja se despedir das pessoas que ama? Sabemos que é uma decisão difícil e importante, mas temos uma solução para que você torne esse diálogo com sua família, mais simples e quebre paradigmas.

Manifeste seu desejo de ser cremado

Muitas pessoas ainda pensam que se manifestar sobre a morte é anteceder algo “ruim” e agourar a própria morte, porém expressar suas vontades é um processo importante de planejamento para você e seus entes queridos.

Quem deseja ser cremado deve comunicar isso aos parentes diretos de primeiro grau: cônjuge, filhos, pais ou irmãos, nesta ordem hierárquica. Na falta deles, o desejo deve ser comunicado aos demais familiares ou pessoas próximas com quem tenha afinidade e laços de amizade.

Faça uma declaração de vontade expressa

Para que seu desejo seja atendido é ideal que você providencie um documento manifestando sua vontade de ser cremado. De acordo com o artigo 77 da lei brasileira de registros, a declaração formal precisa ser assinada, lavrada e registrada em cartório.

Passo a passo:

1. Expresse a vontade de ser cremado aos familiares e descendentes;
2. Vá até o Cartório de Títulos e Documentos de sua cidade;
3. Apresente seus documentos de identificação;
4. Declare sua vontade diante de um tabelião ou escrivão público;
5. Obtenha a assinatura de três testemunhas;
6. Entregue o documento para um parente de primeiro grau (pai, filho, cônjuge) ou pessoa da sua confiança, para que ele possa apresentá-lo na hora do seu falecimento.

Esse documento é importante, especialmente no caso de os familiares não compreenderem ou não aceitarem a cremação. Além disso, a declaração de vontade é fundamental quando a pessoa não possui parente consanguíneo.

Quando o indivíduo não possui parentes diretos, outros familiares podem autorizar o procedimento. Para isso, devem solicitar ao Poder Judiciário a autorização, com pedido formal, atestado de óbito ou declaração, por parte de uma autoridade judiciária, sobre o não impedimento ou oposição à cremação.

Para obter informações completas sobre a cremação e sobre o Grupo São Judas Tadeu, acesse:

Quem pode ser cremado?

Toda pessoa que tiver manifestado vontade em vida, pode ser cremada.

Atenção! Em casos de morte violenta será necessária uma autorização judicial para a cremação, afinal como o processo é irreversível, pode atrapalhar em futuras medidas legais.

Por que ter um plano de cremação?

O Plano de Cremação São Judas Tadeu é a compra antecipada de um serviço de cremação. Uma forma de se organizar financeiramente e garantir que sua vontade seja mantida.

Ao contratar o plano estão inclusos os seguintes serviços:

Cerimônia de despedida

Cremação no Crematório São Judas Tadeu

Assessoria para documentação necessária

Urna padrão para as cinzas

Contrate o Plano

O Plano São Judas Tadeu tem o diferencial de oferecer um planejamento com o tratamento adequado para o momento em que é fundamental amenizar as preocupações, através de especialistas no serviço, que proporcionam o atendimento e o acolhimento necessários.

Tire suas dúvidas e contrate o Plano de Cremação São Judas Tadeu:

Memorial e Crematório

Rua Ângelo Albiero, 321
Bairro Oficina
Videira, SC

Funerária

Rua Coronel Fagundes, 191
Bairro Santa Tereza
Videira, SC

Preencha com seus dados para baixar este material: