Plano de assistência funeral: É inevitável, melhor planejar!

Por mais angustiante que seja, todos nós sabemos o quanto é delicado perder um ente querido. Não há solução que torne esse momento – que certamente teremos que enfrentar um dia – em uma situação agradável. Mas, podemos sim, aliviar a dor e ter mais facilidade para passar por algumas etapas que precisam ser cumpridas nessa hora.

Isso é possível através de um prévio planejamento, que podemos colocar em prática, adotando um bom plano de assistência funeral.

Se não houver esse planejamento, certamente, na hora da dor e outras emoções envolvidas, a correria vai fazer com que, além do desgaste natural, haverá desentendimentos, desembolsos emergenciais e ainda mais desconforto nesse momento tão difícil.

Antecedência evita atropelos desnecessários

Com um bom plano de assistência funeral, contratado com antecedência e sem atropelos, a família pode se planejar de forma que, no momento da perda, todos estejam concentrados tão somente no apoio e consolo mútuos.

Muita gente acha que talvez seja cedo para assumir um compromisso como esse, pois não há ninguém na família doente ou com idade suficiente que possa falecer por enquanto. Ledo engano.

Sempre precisamos estar preparados para surpresas desagradáveis. Com planejamento, o custo-benefício será enorme. Pense: Se nos preocupamos com vários seguros, como o de saúde, odontológico, de vida, da casa, do carro, por que não pensamos com antecedência no que mais certamente iremos usar, que é o da assistência funeral?

O que um plano de assistência funeral oferece?

Com um plano de assistência funerária, você terá o planejamento e conforto necessário por meio de serviços e cuidados relacionados ao velório e enterro. O mercado oferece vários tipos de planos, com coberturas que variam, mas que geralmente englobam:

  • Urna (caixão);
  • Coroa de flores;
  • Preparação do corpo;
  • Vestimentas;
  • Paramentos conforme a crença;
  • Carro fúnebre;
  • Anúncios fúnebres;
  • Ornamentos artificiais da urna;
  • Assistência 24 horas garantindo o serviço.

Além de todos esses serviços que você pode contratar antecipadamente adquirindo um plano de assistência funeral, há alguns procedimentos que, com certeza, pouparão muitos desgastes e podem ajudar a todos a enfrentar essa hora tão triste. Vamos a eles?

O que fazer antes de um falecimento

  • Quando for possível e conforme o caso, assegure-se que todos os familiares estão cientes de que o ente querido partirá em breve;
  • Converse com seu ente querido o mais que puder, animando-o dentro do possível e dando todo o carinho;
  • Aborde os gostos preferidos da pessoa, como as cores, as comidas, lembranças de passeios, afinidades, etc. Talvez isso é o que importará nas circunstâncias finais;
  • Procure assegurar, quando possível, ao seu ente querido que sua vontade e preferências esclarecidas em vida sempre serão respeitados (doação de órgãos e cremação, por exemplo);
  • Deixe que as crianças também participem desse momento, fazendo-as entender o acontecimento previsível. Seja honesto com seus filhos e netos, mas use respostas apropriadas à idade de cada um;
  • Lembre-se também dos familiares que estão distantes, deixando-os a par do fato;
  • Planeje-se para o momento;
  • Considere também que o choro é normal e ajuda a desabafar. Não reprima suas emoções, deixe fluir;
  • A religiosidade, independentemente de qual religião ou crença, também ajuda muito a compreender o sentido da morte e consola os corações das pessoas envolvidas.

Importante lembrar que quando planejamos determinadas ocasiões, entre elas a morte, certamente tudo se torna mais leve na medida em que teremos menos problemas para serem resolvidos na hora H.

Pesquise, avalie, faça um orçamento prévio, converse com seus familiares e adquira um plano de assistência funeral. Afinal, já que não podemos evitar a morte, melhor nos programar para amenizar o sofrimento!

COMENTÁRIOS