O que o livro Violetas na Janela tem a nos ensinar?

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Sucesso absoluto desde sua primeira edição, o livro Violetas na Janela nunca deixa de ser leitura obrigatória para quem tem interesse em temas espiritualistas. Lançada em 1993, a publicação de uma história cativante atrai a atenção de leitores de todas as religiões. Afinal, morte, luto e o que vem depois da vida na terra são questões humanas.

Tanto é que nem apenas os espíritas acessam este tipo de literatura para superar momentos difíceis, como os que se apresentam quando perdemos algum ente querido. São relatos que mostram como devemos proceder para superar a dor da separação.

Interessante saber que o livro que teve mais de 2 milhões de exemplares vendidos, teve algumas adaptações e também virou uma peça de teatro. A adaptação teatral foi assinada pela atriz Ana Rosa.

A montagem de 1997 ficou em cartaz por mais de 2 anos no Rio de Janeiro. Houve uma iniciativa da artista em fazer também um filme para sempre, mas a ideia não se concretizou.

A autora Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho escreveu o texto, segundo ela, psicografada pela sobrinha Patrícia. No enredo, uma história meiga, transparente e sincera. Trechos como o que diz “tudo o que narro poderá parecer ficção. Mas, o que é a morte senão uma nova etapa da vida?” já nos dá um alento.

Vida simples, agradável, tranquila e organizada

Vítima de um aneurisma cerebral, a jovem Patrícia faleceu com apenas 19 anos de idade. De acordo com a visão espírita, o tempo da moça naquele corpo físico se acabará e era chegada hora do espírito dela retornar à casa.

No desenrolar do livro Violetas na Janela, Patrícia vai contando o seu processo de desencarnação. Desde a hora em que acordou no hospital da Colônia, passando pelos primeiros ensinamentos até seu desprendimento da vida da terra e o futuro.

De acordo com a jovem, a vida na Colônia é simples, mas agradável, tranquila e organizada. Os desencarnados são amáveis, respeitam e ajudam os que chegam. Tudo ali é feito em prol dos outros. Há opções de estudo, trabalho e lazer.

A narrativa é bem construída e aponta para o fato de que quem tem uma vida plena na terra tem também uma transição facilitada. No caso dela, houve uma boa aceitação da morte por ela própria. E o mesmo aconteceu entre seus familiares.

Continuando a leitura, vai se chegando à conclusão de que não faz muito sentido separar a existência somente entre o que acontece nesta vida e o pós-morte. Possivelmente, os leitores passam a entender que a prática terrena faz parte de um todo, sendo que encarnação e desencarnação são faces de uma mesma moeda.

Veja, agora, alguns ensinamentos que o livro Violetas na Janela sugere:

  • Na sua passagem na terra, procure ser bom, solidário, amoroso e desprendido de bens materiais;
  • Esteja sempre preparado para partir desta para uma outra etapa da vida;
  • Lembre-se que todos que passam pela nossa vida têm algo a nos ensinar. E o contrário também é verdadeiro;
  • Não importa sua religião na terra, tente ser o mais puro possível. Isso ajuda você a ser bem recebida no plano espiritual;
  • Seja uma presença positiva na vida das pessoas que convivem ao seu redor. Certamente, a recompensa por este gesto virá;
  • Pense sempre no que você pode fazer para que outras pessoas entendam o quanto cada um é capaz de superar suas próprias dificuldades mesmo que, às vezes, os obstáculos pareçam intransponíveis;
  • Comente sobre o livro Violetas na Janela com quem você sinta que está precisando de ajuda pra passar pelas várias etapas do luto;
  • Dê de presente ou empreste livros que fazem bem e contribuem pras pessoas seguirem a vida, apesar de suas perdas;
  • Se livre de preconceitos arraigados e de crenças limitantes, conhecendo histórias de vida que trazem mensagens positivas, onde o amor e o perdão são os personagens principais.

 

Leia também nosso artigo sobre o filme Antes de Partir, uma Lição de Otimismo!  

Você e sua familia vivendo com tranquilidade

Já conhece o Plano São Judas Tadeu?
Deixe seus dados que entraremos em contato com você, para tirar suas dúvidas.